Tradução literária

De Tradwiki
Ir para: navegação, pesquisa

Tradução de qualquer texto literário, ou seja, um texto que produz efeito estético e provoca efeito catártico no leitor, segundo a definição de literatura [1].

Quando falamos em tradução literária, geralmente nos referimos a livros de ficção, crônicas, poesia. Sendo uma categoria da tradução editorial, segue os mesmos padrões de contratação, valores, prazos, etc., assim como as mesmas etapas de produção.

Formação[editar]

Muitos tradutores defendem que o tradutor literário não precisa ter formação específica, o que é um pensamento corrente também para outros tipos de tradução. A formação específica de tradutores literários, no entanto, está disponível em diversos cursos livres e acadêmicos. Não por acaso, nos congressos acadêmicos de tradução, a maioria das comunicações, palestras e mesas redondas são oferecidas por alunos e professores ligados à tradução literária. Embora não exista qualquer exigência legal para que tradutores de qualquer natureza sejam formados em tradução, o investimento na aprendizagem acadêmica e os exercícios praticados na forma de oficinas em salas de aula possibilitam um diferencial importante para a prática profissional. O tradutor e professor Paulo Henriques Britto, considerado um dos melhores tradutores literários da atualidade no Brasil, por exemplo, dedica-se ao ensino da tradução há décadas na PUC-Rio, e por ele passaram alguns tradutores cujo sucesso se deve não apenas ao esforço pessoal, mas também pela experiência acadêmica. Em diversas universidades, existem professores de tradução com um longo investimento não só na prática, como na reflexão teórica sobre a atividade. Isso permite aos alunos passar por diferentes gêneros e técnicas textuais e ainda desenvolver um juízo crítico sobre a prática, o que nem sempre é possível para o autodidata que se forma sozinho.

Especialização[editar]

Pode-se dizer que a especialização do tradutor literário é a literatura, não sendo necessária uma subespecialização. No entanto, é comum que alguns tradutores adquiram maior experiência em um determinado gênero ou estilo de textos, ou até mesmo em determinados autores, e acabem sendo considerados tradutores especializados nesses gêneros ou autores. Como em outras áreas, a especialização favorece a valorização do tradutor quando exerce sua especialidade.

É claro que, não excluindo os tradutores generalistas, os tradutores especializados são frequentemente capazes de oferecer, pela familiaridade com aquele gênero ou aquele autor, um estilo capaz de captar aquele universo particular, gerando efeitos correspondentes à leitura do original no leitor, o que só pode representar uma vantagem para a sua atividade. Ainda assim, mesmo especializando-se em autores ou gêneros, o tradutor literário precisa dominar a técnica da escrita de diálogos, uso de coloquialismos, gírias, estilos narrativos e todas as estratégias empregadas pelos autores dos originais, o que não deixa de ser uma forma de especialização por si só.